8.11.08

A História de Budha - Nascimento



A data no nascimento do Buda é controvertida. A cronologia hindu afirma que o nascimento ocorreu em uma terça-feira do mês de maio do ano 2478 da Kali Yuga – o que corresponde ao ano de 623 a.C. O acontecimento é festejado em todo o mundo budista na noite da lua cheia de maio. No local do nascimento, ocorrido no jardim de Lumbini, foi erigido pelo grande propagador do Budismo, o rei Asoka, um pilar comemorativo que até hoje ainda se encontra firme e cercado pelas ruínas da outrora florescente Kapilavastu.Nasceu em Kapilaastu, capital de um reino próximo ao Nepal; era filho de Suddhona, um rajá, ou príncipe que pertencia ao clã dos guerreiros Sakyas.Logo após o nascimento, o rajá Suddhodana mandou chamar os brâmanes para examinar a criança. Entre eles vinha um ancião chamado Asita. O papel desempenhado por ele é similar ao de Simeão em relação ao Cristo: é o profeta que indica o caráter marcante que teria a vida do recém-nascido. Conta-se que Asita, antes do nascimento de Buda, observava em seus momentos de contemplação, que o reino dos Devas estava em festas. Informaram-no, então, os Devas, que a alegria e a música celestial eram devidas ao próximo nascimento do Bodhisattva, do Ser que alcançara o limiar da libertação e iria nascer pela última vez, e que o nascimento ocorreria no reino dos Sakyas.



Quando Asita Vê o recém-nascido, brilhante como ouro fundido, inconfundível na sua glória e dotado de beleza incomparável, prosterna-se e chora. À vista dessas lágrimas todos os Sakyas inquietam-se. Para acalmá-los, o ermitão explica:- “Não tenham receio. Este príncipe atingirá o mais alto grau da iluminação perfeita, e fará girar a Roda da Lei. Dotado de uma visão puríssima, cheia de compaixão e interesse pelo bem-estar de todos, terá uma vida santa. Mas, infelizmente, estou velho, meu fim se aproxima, e a morte me impedirá de ouvir a Lei que ele vai pregar, e esta é a razão por que estou triste e profundamente infeliz.

Sua mãe, Maya, morreu 7 dias após o nascimento dele. Foi criado por uma tia (irmã de sua mãe).Ele seria chamado de Sarvarthasiddha Gautama — "aquele da família Gautama que realiza todas as suas metas" —, logo simplificado para Siddhartha Gautama — "aquele da família Gautama que realiza suas metas". Siddhārtha é uma junção do sânscrito Siddhi (realização, completude, sucesso, liquidação de um débito) e Artha (alvo, propósito, meta). Pode ser traduzido como "Aquele cujos objetivos são alcançados" ou ainda "Aquele que cumpriu a meta a que se propôs (na sua vida).