9.9.09

Ser o melhor para você mesmo



Antes de Buddha morrer, seus seguidores perguntaram o que eles deveriam dizer ao mundo. Buddha disse quatro coisas bem interessantes. As quatro verdades:

Ele disse que seus seguidores deveriam dizer ao mundo que houve uma vez um homem comum chamado Siddhartha, em Kapilavastu, na Índia.

Siddhartha veio a esta terra como um ser humano comum.
Ênfase na palavra comum.
A segunda mensagem era que este homem comum atingiu a iluminação.
Este ser humano comum mais tarde ensinou um método de como atingir a iluminação; esta era a terceira mensagem.
A quarta mensagem era que até mesmo este ser iluminado faleceu.
Estas são as quatro mensagens que o Buddha verdadeiramente quis que seus seguidores dessem ao mundo.

Quando o Buddha disse que um homem comum veio a esta terra, ele estava dizendo que cada ser humano pode se tornar um buddha; eles têm o potencial de um buddha. De fato, sua natureza é buddha. Siddhartha não nasceu como um buddha; ele era comum, assim como vocês e eu.
Essa é uma mensagem muito importante. Uma pessoa ignorante, agressiva, mesquinha, comum, também pode se tornar um buddha. Pode se transformar, mudar e melhorar.
Isso é o que ele estava dizendo na primeira e segunda mensagens.
A terceira mensagem também é muito importante.
Podemos pensar, "Isto pode ter acontecido para ele, mas e quanto a nós?" Então, na terceira mensagem, o Buddha está dizendo que nos deixou o método de como ele atingiu a iluminação.
Em outros discursos, o Buddha afirmou claramente que ele não pode lhes dar a iluminação, ele não pode apagar o seu sofrimento, vocês têm de fazer isso por si mesmos.

A quarta é provavelmente a mensagem mais importante. O Buddha não se tornou imortal. Ele não se tornou algo que nunca morre, eterno.
Ele foi para o que os buddhistas chamam de parinirvana. Pari significa adiante.

A sabedoria do Buddha é muito complicada e não é nada atrativa. Diz que você é totalmente responsável por tudo que acontece em sua vida. Nada é culpa de seus pais ou de alguém.
É muito verdadeira, muito crua, nua. Portanto, ela não é apelativa porque ninguém gosta de ouvir a verdade, é muito desagradável de ouvir.
Os métodos de Buddha são orientados muito individualmente. Ele mesmo disse que você é o seu próprio mestre, seu próprio salvador, ninguém pode salvá-lo.

Depende apenas de você mesmo.

Dzongsar Jamyang Khyentse